domingo, 10 de março de 2019

TAÇA DE PORTUGAL - INFANTE SAGRES DERROTADO PELA AE FÍSICA


Taça de Portugal – Infante Sagres derrotado pela AE Física por 4-5 (Após Prolongamento)

Duelo entre dois históricos do hóquei português que partilham neste momento a Segunda Divisão Nacional, estando o Infante a lutar pela fuga à despromoção na Zona Norte enquanto a Física ainda alimenta esperanças reais de uma subida de Divisão na Zona Sul.

A jogar em casa, a equipa do Infante Sagres não foi capaz de conseguir a vitória tendo perdido por 4-5, após prolongamento, com a Física.

Com António Santos da AP Aveiro a comandar a arbitragem, a Física vencia ao intervalo por 1-2.

Num jogo sempre pautado pelo equilíbrio foram os visitantes a chegar ao primeiro golo quando à passagem dos primeiros dez minutos de jogo, Samuel Lima fez o 0-1 para a Física. A reação do Infante chegaria alguns minutos depois quando Márcio Rodrigues, que continua a fazer uma excelente época, colocou o marcador numa igualdade a 1-1. Até ao final da primeira parte, o marcador viria ainda a funcionar para os visitantes quando, a dois minutos do intervalo, João Rodrigo Campelo fez o 1-2 no marcador, permitindo ao Física sair em vantagem para o intervalo.

No reatar da partida, e quando se esperava a reação do Infante, foram os visitantes a dilatar a vantagem logo aos quatro minutos com André Gaspar a colocar o marcador em 1-3. A resposta do Infante chegaria novamente pelo stick de Márcio Rodrigues que volta a colocar o Infante à distância de um golo, fazendo o 2-3 no marcador.

Numa fase de jogo alucinante, é o Física que volta a chegar à vantagem, novamente com André Gaspar a colocar a sua equipa a vencer por dois golos de diferença. Com 2-4 no marcador, o Infante volta a ter uma forte reação e chega, logo de seguida, ao golo, com Bernardo Marques a colocar a sua equipa a apenas um golo de distância, altura em que o marcador apontava para 3-4.

Até ao final do tempo regulamentar, destaque para o golo do empate do Infante, já nos últimos quatro minutos de jogo, com Márcio Rodrigues a fazer o seu terceiro golo do jogo e a colocar o resultado num fantástico 4-4. Chegava o prolongamento!

No prolongamento foi a equipa do Física que conseguir tirar maior proveito, conseguindo, logo aos três minutos, chegar ao golo que lhe viria a permitir sair com a vitória do Porto. Vasco Marinho foi o autor do golo que colocou o resultado final em 4-5, e que permitiu à Física avançar para a próxima eliminatória da Taça de Portugal!

Bruno Machado – OK Porto
Foto: Autor Desconhecido
Dados Estatísticos: www.hoqueipatins.pt


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.