sábado, 2 de fevereiro de 2019

PRIMEIRA DIVISÃO - FC PORTO JUVENTUDE DE VIANA


Primeira Divisão - FC Porto vence Juventude Viana por 7-5

FC Porto e Juventude Viana defrontaram-se hoje no Dragão Caixa em jogo a contar para a 15ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins. A jogar no Dragão Caixa a equipa do FC Porto venceu por 7-5.

Guillem Cabestany escolheu para o cinco inicial Carles Grau, Gonçalo Alves, Reinlado Garcia, Giulio Cocco e Hélder Nunes enquanto André Azevedo colocava de inicio Jorge Correia, Tó Silva, Gustavo Lima, Nélson Pereira e Francisco Silva.

Num Dragão Caixa bem preenchido, quer por adeptos do FC Porto quer por muitos minhotos que viajaram para a apoiar a Juventude, as duas equipas entraram em pista a jogar um hóquei rápido, apostando em ataques planeados. O Porto mais em contra ataque e uma Juventude Viana mais tranquila na gestão dos momentos de ataque.


Inicio muito equilibrado de jogo, com as duas equipas a não conseguirem criar perigo junto das balizas adversárias. Foi preciso por isso esperar até aos oito minutos da partida para que o marcador do Caixa funcionasse. Jogada de contra-ataque da Juventude após uma boa recuperação de bola de Gustavo Lima, tendo o mesmo ficado isolado com Grau, fazendo assim o 0-1 para os minhotos. Boa entrada da Juventude a conseguir fechar os caminhos da sua baliza.

Continuava com dificuldade a equipa azul e branca e Guillem Cabestany colocava agora em jogo Poka, Telmo Pinto e também Rafa. A Juventude Viana ia mantendo a sua consistência defensiva espreitando sempre o contra-ataque para a baliza de Grau. O golo do Porto viria a surhir na sequência de um cartão azul mostrado a Gonçalo Suissas que levou Hélder Nunes para a marca de livre directo. Perante Jorge Correia, o capitão portista colocou a bola no fundo das redes, fazendo o empate no Dragão Caixa.

Pouco depois, e numa rápida jogada de ataque, foi Telmo Pinto num remate muito colocado a bater novamente Jorge Correia, colocando assim o Porto em vantagem por 2-1 quando estávamos a cerca de nove minutos do final da primeira parte. Perante o bom jogo que vinha a realizar, a Juventude Viana volta a empatar a partida, respondendo de imediato ao golo do Porto. Luís Viana, um dos nomes fortes do nosso hóquei, a empatar o jogo no Dragão Caixa, levando os muitos adeptos minhotos a nova explosão de alegria.

Continuava a partida muito equilibrada com a Juventude Viana a dar sequência à excelente exibição que já havia realizado frente a outro candidato ao título, a Oliveirense. Já o FC Porto, que vinha de uma vitória em Oeiras, mantinha as dificuldades em alvejar com perigo a baliza adversária, não conseguindo criar muitas chances de perigo. Ia valendo a enorme experiência do lado dos minhotos, com um plantel com muitos anos de hóquei nos patins.

Era com um 2-2 no marcador que chegava o intervalo no Dragão Caixa, resultado justo para aquilo que as duas equipas realizaram na primeira parte. Em faltas também tudo empatado, com oito para cada lado.



Regressam as equipas para a segunda parte e começamos logo com o som do poste no Dragão Caixa. Primeiro lance da segunda parte com Hélder Nunes a enviar a bola à poste da baliza de Jorge Correia. Na jogada imediantamente a seguir, lance individual de Gonçalo Alves com a a bola a sobrar para Giulio Cocco que faz um golo pleno de qualidade técnica. Era o 3-2 no Caixa com o italiano a mostrar estar cada vez mais enquadrado com o hóquei português. Ainda se festejava o golo de Coco quando pouco depois, após cartão azul mostrado a Tó Silva, o FC Porto chega ao 4-2 com Hélder Nunes a converte o livre directo para os 'dragões'. Grande entrada do FC Porto nesta segunda parte.

Com a entrada forte do Porto a Juventude respondeu também prontamente. Décima falta para a equipa da casa com Francisco Silva a partir para o livre directo, onde bateu Carles Grau estabelecendo o 4-3 no marcador. Grande jogo de hóquei no Dragão Caixa! E foi ainda antes dos cinco minutos desta segunda parte que Gonçalo Alves, na conversão de uma penalidade, fez o 5-3 para o Porto. Depois de um período da época onde o FC Porto parecia não acertar com o capitulo das bolas paradas, o jogo de hoje mostrava claras melhorias no acerto dos atletas do Porto.

Ainda antes dos dez minutos do segundo tempo, e já com a Juventude Viana a criar novamente perigo na baliza de Grau, o FC Porto chega novamente ao golo com o italiano Giulio Cocco a voltar a mostrar as suas capacidade técnicas. Remate certeiro, ainda com a bola suspensa no ar, a bater Jorge Correia e a fazer o 6-3 no marcador, dando assim outra tranquilidade ao jogo do Porto.

Após uma fase inicial forte das duas equipas, o jogo passava agora por uma fase de equilibrio, com o FC Porto a gerir melhor a posse de bola e a Juventude a tentar encurtar distâncias no marcador. Guillem Cabestany e André Azevedo começavam também a promover as primeiras substituições na partida.

Quando o marcador marca sete minutos para o final da partida, Francisco Silva recupera uma bola a Rafa, e parte para o contra-ataque batendo, praticamente no um contra um, Carles Grau. Excelente golo do atleta da Juventude Viana que abria aqui novamente a discussão da partida para os minhotos. 

Caminhava o jogo para o final quando, a três minutos do fim, a Juventude Viana aproveita algum relaxamento do FC Porto para fazer novo golo. Gustavo Lima a responder a um passe para o centro da area de Carles Grau, batendo o espanhol mais uma vez. Era o 6-5 no marcador com quatro minutos por jogar no Dragão Caixa. Mais uma grande resposta dos minhotos conseguindo uma importante aproximação no resultado para os últimos minutos. 

Grandes minutos finais no Dragão Caixa com o público da Juventude Viana a incentivar a sua equipa para procurar o empate no jogo. Respondiam os adeptos do Porto, dando alento ao azuis e brancos para os últimos instantes do jogo. O FC Porto geria mais a posse de bola nesta fase enquanto a Juventude procurava de forma clara a baliza de Carles Grau. 

A cerca de um minuto e meio para o final da partida, jogada colectiva do FC Porto muito bem desenhada com o capitão Hélder Nunes a tranquilizar as bancadas do caixa. Era o 7-5 no marcador para a equipa da casa. Após o golo do Porto, Tó Silva, no momento no banco de suplentes, vê o cartão azul, obrigando a Juventude Viana a jogar com menos um elementos nos últimos instantes da partida.

Chegava assim o final da partida no Dragão Caixa com o FC Porto a vencer a Juventude Viana por 7-5 naquele que foi um excelente jogo de hóquei! Do lado dos dragões destaque para a exibição de Cocco e também de Hélder Nunes, enquanto do lado da Juventude Viana, Gustavo Lima e Francisco Silva estiveram num excelente plano!

Na próxima jornada o FC Porto viaja até Paço de Arcos enquanto a Juventude recebe o HC Braga. O FC Porto soma agora 37 pontos, liderando à condição o campeonato, enquanto a Juventude é 7ª classificada com 17 pontos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.