domingo, 9 de dezembro de 2018

SEGUNDA DIVISÃO - HC MAIA VENCE INFANTE SAGRES


Segunda Divisão - HC Maia vence Infante Sagres por 5-6

Em jogo da 9ª jornada da Segunda Divisão a equipa do HC Maia deslocou-se até ao Porto onde venceu o Infante Sagres por 5-6.

As duas equipas vinham de momentos diferentes, tendo o Infante sido derrotado na jornada anterior enquanto o Maia vinha de uma vitória em casa. Contudo, o HC Maia procurava ainda a sua primeira vitória fora de portas, umas vez que todos os pontos conseguidos até ao momento haviam sido conquistados no 'conforto do seu lar'.

Num jogo com arbitragem de Sérgio Paulo Silva e José Mendes da AP Aveiro, as duas equipas protagonizaram um excelente jogo de hóquei em patins, com muitos golos e incerteza constante no marcador.

Entrou melhor a equipa do HC Maia, conseguindo criar algumas situações de perigo junto da baliza de Nuno Magalhães. O Infante ia também respondendo colocando Daniel Lucas à prova, num período em que as duas equipas se iam equivalendo. Foi preciso esperar praticamente até ao meio desta primeira parte para começar a rolar o marcador no Pavilhão do Infante.

Numa altura em que o equilíbrio era evidente, foi o Infante a chegar a uma vantagem de dois golos. Primeiros através de Bernardo Marques e, pouco depois, por Márcio Rodrigues através de uma penalidade. O Infante ganhava aqui uma vantagem de dois golos que parecia, até esta altura, algo injusta para o HC Maia. Ainda assim, antes do intervalo, surge a reacção dos maiatos, primeiro com Marco Moura num remate de meia distância e, apenas três minutos depois, Tó Cruz colocava a esperada justiçã no marcador, levando o resultado em 2-2 para o descanso. 

Vítor Pereira do lado do Infante e Marco Dias do lado do Maia alinhavam assim as suas equipas para aquela que seria uma segunda parte de grande emoção. Volta a entrar melhor o Infante e logo a abrir a segunda parte Bernardo Castanheira volta a colocar a equipa da casa em vantagem. Pouco depois, e novamente através de uma penalidade, Márcio Rodrigues, exímio marcador deste tipo de lances, volta a dar uma importante vantagem de dois golos para a equipa do Infante. Com dez minutos da segunda parte, a equipa da casa vencia por 4-2.

Contudo, e num período de apenas seis minutos, a equipa do HC Maia deu uma resposta clara ao seu sentimento de injustiça perante o marcador, apoiados num elevado número de adeptos que se deslocaram até ao Porto para apoiar a equipa. Primeiro foi Guilherme Pinto a reduzir a vantagem tendo Álvaro Pinto chegado ao empate poucos minutos depois. Ainda não satisfeitos os maiatos acabam a reviravolta ao marcador com Pedro Ferreira, através de livre directo, a dar a primeira vantagem do jogo aos visitantes. 

Para o último minuto desta partida estavam reservadas as emoções mais fortes do jogo. Com a equipa da casa a perder, Márcio Rodrigues, através de um livre directo a castigar a 10ª falta do HC Maia coloca nova igualdade no marcador. Este golo foi também conquistado numa situação de desvantagem numérica uma vez que o Infante jogava com menos um atleta em pista devido ao cartão azul mostrado a Bernardo Castanheira. Com apenas um minuto por jogar as equipas empatavam a 5-5. Viriam a ser contudo os maiatos a vencer o jogo quando, a 27 segundos do fim, Álvaro Pinto, através de uma grande penalidade, a colocar o Maia na frente do marcador, fazendo assim o resultado final de 5-6.

Num jogo alucinante e recheado de grandes momentos, foi a equipa do HC Maia a conquistar a sua primeira vitória fora de casa, conquistando importantes pontos para o seu objectivo da época. Já no caso do Infante, depois de uma retoma aos resultados positivos a equipa volta a somar agora uma série de duas derrotas consecutivas. As duas equipas contudo mereceram um aplauso de pé, das duas massas adeptas, pelo enorme esforço que colocaram na pista em todo o encontro.

Aqui no OK Porto raramente falo de arbitragens mas a verdade é que semana após semana se vai dando conta do estado da arbitragem no hóquei português. Muitos erros, critério disciplinar incerto e irregular, totalmente alheados do jogo e com erros a apontar em todas as direcções. É urgente criar condições para que as equipas de arbitragem possam melhorar e aprimorar as suas decisões.

Destaco ainda a exibição de Márcio Rodrigues no lado do Infante, decisivo pelos golos que marcou mas também pela experiência que traz à sua equipa em vários momentos do jogo. Destaque também para Bernardo Castanheira que com a sua natural irreverência criou algumas dificuldades ao adversário. Do lado do HC Maia, Guilherme Pinto e Marco Moura foram muito importantes na reacção da equipa aos vários momentos adversos. Álvaro Pinto, pela serenidade no momento decisivo do jogo, merece também menção nos destaques.

Com esta vitória o Maia soma agora 13 pontos no 7º lugar enquanto o Infante é 12º classificado com 10 pontos. Na próxima jornada a equipa do Infante Sagres viaja até à Académica de Espinho enquanto o HC Maia recebe o 'Os Limianos'.

Foto: OK Porto

Bruno Machado

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.